sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Centáureas e Centáureas - O Fel-da-Terra


A centáurea-menor, também conhecida por fel-da-terra, deve o seu nome ao Centauro Quíron, conhecedor dos segredos da Natureza e mestre de Asclépio, deus grego da medicina. Existe uma certa confusão com a centáurea-maior, o que, todavia, não é motivo para alarme, uma vez que os princípios activos de uma e de outra são, em parte, semelhantes, apesar de pertencerem a famílias diferentes. Existem aproximadamente 90 espécies distintas do género centaurium.
Centáurea-menor
Taxonomia: 
Nome latino: Erythraea Centaurium L.  
Divisão: Magnoliophytas 
Classe: Magnoliopsidas 
Ordem: Gentianales 
Família: Gentianaceae 
Nomes vulgares: centáurea, fel-da-terra, erva-de-quiron, erva-da -febre…
Identificação: Podemos encontrá-la até 1500 metros de altitude. Esta herbácea anual floresce no final do Verão e distingue-se pela sua corola rosada composta por cinco pétalas dispostas em forma de pentagrama. Dá-se bem em terrenos pobres, clareiras de bosques, regiões montanhosas e também em terrenos húmidos próximos da costa. Pode atingir cerca de 50 cm de altura. As suas folhas verde-claras são lanceoladas e inteiras.
Usos: Empregue normalmente no tratamento de feridas, na falta de apetite e na anemia. É também febrífuga e vermífuga.
Princípios activos: Alcalóides (gencianina e gencioflavina), xantonas, ácidos fenólicos, triterpenos (sitosterol), campesterol e estigmasterol.
Partes usadas: Hastes e sumidades floridas.
Preparação: Infusões e tinturas.
Curiosidade: Na Idade Média era usada como planta tintureira para tingir lãs de amarelo esverdeado.  

Sem comentários:

Enviar um comentário