sábado, 29 de outubro de 2011

Um sentir de Outono...

 Nada substitui o aroma adocicado e aconchegante da abóbora queimada na chama das velas. Lá fora, o vento fresco mistura o cheiro da chuva ao fumo da caruma e das pinhas que ardem já nas lareiras. 


 
E os cogumelos reclamam os espaços mais húmidos dos bosques e dos jardins. Frágeis moradas de fadas e gnomos construídas sob a solidez protectora de árvores antigas.


E em casa de gato preto não entram espíritos maus. Este foi feito em feltro, bordado a lã. Fiz a cauda em arame fino caseado. Os olhos são lantejoulas com contas pretas. Os contornos interiores das orelhas foram salientados com fio de algodão em ponto cadeia fechado.


Tanto podem ser pendurados como aplicados em malas, almofadas, cortinas, etc. 



A abóbora foi elaborada segundo o mesmo método. O pé foi feito em arame revestido a nós de macramé. Os olhos e o nariz foram aplicados e a boca foi traçada a ponto linear e ponto cheio.


2 comentários:

  1. Ot exto de abertura do post é encantador. Volto a dizer que tens a cabeça cheia de estórias, e sabes tão bem contá-las que é um desperdício não o fazeres. Porque seria muito bom lê-las! Beijinhos!

    ResponderEliminar
  2. Talvez em breve, talvez em breve...
    Feliz halloween!
    Feliz Samhain!

    bjs

    ResponderEliminar