sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Gatos & Aromaterapia

Sagrados no passado, estudados e admirados no presente, o seu lugar nos nossos lares pertence-lhe cada vez mais. Curadores, psicanalistas, enfermeiros, bruxos, companheiros, os gatos são extremamente benéficos para a saúde humana, tratando a hipertensão, o stress, os problemas cardíacos, cefaleias e dores de cabeça. O seu ronronar equilibra o nosso ritmo cardíaco, as suas patinhas sobre o nosso corpo exercem uma espécie de Calatonia que facilita o alívio das dores, melhora a qualidade do nosso sono e ajuda a tratar padrões psicológicos e traumas que conduzem às mais variadas doenças.

Os gatos são voluntários na cura dos humanos; funcionam como um «fio-terra» que descarrega do nosso organismo as tensões, o desânimo e o negativismo, devolvendo-nos a serenidade e o equilíbrio emocional e psíquico.

Porém, estes médicos naturais também sofrem das suas patologias, entre elas as mais comuns são as bronquites, as tosses, a coriza (gripe dos gatos), vómitos e abscessos/quistos, problemas que podem ser tratados com o auxílio de óleos essenciais.

Abscessos/quistos: utilizar óleo essencial de mamaleuca (tee tree) sobre o quisto. Como o gato irá lambê-lo, o seu efeito será exponenciado. Deixe, por isso, que o seu gato o lamba. Quando o quisto já tiver rebentado, trate-o com óleo essencial de alfazema para acelerar a cicatrização.

Vómitos: muitas vezes deve-se não à ingestão de comida estragada, mas ao pêlo que acumulam no estômago. O azeite é o melhor aliado dos gatos. Acrescente-o regularmente à sua comida. Isto ajudará o gato a expulsar mais rapidamente o pêlo retido ao longo do tracto digestivo. Rico em vitamina E, o azeite contribuirá para uma notória melhoria da qualidade do pêlo, dando-lhe força e brilho. 

Coriza, tosses e bronquite: massage o peito e o pescoço do seu gato com óleos essenciais de eucalipto, pinho (terebintina) e menta. 

Pulgas: Aplique estrategicamente no pescoço e ao longo do dorso do gato a seguinte fórmula preparada em duas colheres de sopa de álcool:
  • Óleo de alho - 4 gotas
  • Óleo essencial de cedro ou cipreste - 2 gotas
  • Óleo essencial de alfazema ou alecrim - 2 gotas
  • Óleo essencial de tomilho - 1 gota
  • Óleo essencial de citronela - 2 gotas
Se tiver um quintal ou jardim, saiba que se plantar ciprestes, cedros, alecrins, alfazemas e citronelas, reduzirá em mais de 80% as probabilidades de desenvolvimento de pulgas, carraças e outros parasitas. 

Nota: a aromaterapia costuma resultar sem que seja necessário recorrer a fármacos, mas tudo depende do estado geral do animal. Não deixe de consultar um veterinário caso os sintomas do seu gato persistam. E nunca deixe o seu gato sem água limpa, porque os gatos, por instinto, não gostam de beber água estagnada, por esta razão preferem beber directamente das torneiras. A falta de água corrente é muitas vezes a causa de problemas renais nos gatos domésticos. 

Sem comentários:

Enviar um comentário