terça-feira, 1 de setembro de 2015

Óleo Essencial de Tea Tree (Melaleuca alternifolia)

Cem vezes mais potente que o fenol, sem contudo se tornar tóxico, o óleo essencial de melaleuca (tree tea) é hoje um dos mais usados em Aromaterapia, tal como sempre o foi pelos aborígenes australianos.

Família: Myrtaceae.

English Name: Tea tree.

Origem: Austrália.

Partes Usadas: Folhas

Aroma: Semelhante ao da noz-moscada, lembra farmácia e erva-cortada, é intenso e refrescante.

Princípios activos: 4-terpineol (25-40%), α-pineno, limoneno, terpinoleno, terpineno, ρ-cimeno, cineol (10-17%), linalol.

Propriedades: Anti-séptico, antibiótico, anti-fúngico, antiviral, bactericida, cicatrizante, rubefaciente, inseticida, balsâmico, expectorante, antimicrobiano e sudorífero.

Fitoterapia Geral: Usado no tratamento de doenças virais, como as gripes, dores de dentes e de garganta, cáries, aftas, tosses, difteria, infecções e inflamações genitais e cistite. Muito empregue como germicida em desinfecções hospitalares. Como fortalecedor do sistema imunitário, tem sido utilizado com sucesso em pacientes com HIV.

Dermatologia: Por deter elevada percentagem de 4-terpineol, de notório poder anti-séptico, e baixa concentração de cineol, um irritante cutâneo, o óleo essencial de malaleuca é largamente empregue no tratamento do acne, psoríase, pé-de-atleta, onicomicose das unhas, frieiras, herpes, eczemas, caspa, seborreia, verrugas, dermatites, impinges, piolhos, ulcerações, feridas e queimaduras. Pode ser aplicado puro em pequenas quantidade, excepto em caso de sensibilidade. Não pode ser substituído pelo niaouli (Melaleuca viridifolia) nem pelo cajepute (Melaleuca cajuputi), uma vez que os óleos destas espécies apresentam teores de cineol na ordem dos 60%.

Psicologia: Pelo seu aroma fresco e condimentado, a malaleuca é eficaz no tratamento da depressão e da apatia.

Observações: Não lhe são conhecidos efeitos tóxicos. Pode ser usado puro na pele desde que em baixas quantidades, tudo depende da sensibilidade cutânea. Não deve ser administrado a grávidas. Não substituir por óleos essenciais de outras espécies de Melaleuca. Pode ser conjugado com óleos essenciais cítricos, com gengibre, lavanda, palmarosa, cipreste, menta e sândalo, entre outros.

Curiosidades: Durante a II Guerra Mundial, o óleo essencial de malaleuca era misturado a 1% ao óleo da maquinaria nas fábricas australianas de produção de armamento, para evitar infecções em caso de feridas. Embora chamemos «tea tree» à Melaleuca alternifolia, a verdade é que não se sabe ao certo qual a espécie usada pelo Capitão Cook para fazer o seu célebre e aromático chá, visto existirem diversas plantas deste género em Nova Gales do Sul, na Austrália.

Mais sobre Melaleuca alternifolia...

Sem comentários:

Enviar um comentário