sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Óleo de Sésamo (Sesamum indicum) Gergelim

Família: Pedaliaceae.

English Name: Sesame oil.
  
Origem: Índia, China, Myanmar, Brasil, Tailândia, Paquistão, Etiópia, Sudão, Uganda, entre outros.

Partes Usadas: Sementes.

Aroma: Desde neutro (refinado) a empirreumático, ligeiramente torrado. 

Cor: Âmbar.

Princípios Activos: Ácidos linoleico (45%), α-linolénico, silício, palmítico, oleico, esteárico; lecitina, cálcio, ferro, cobre,  magnésio e fósforo, bem como vitaminas E, K, e B6.

Propriedades: Emoliente, hidratante, anti-inflamatório, antibacteriano, dermoprotector, rejuvenescedor, regenerador do tecido cutâneo, antioxidante, tónico-cerebral, anti-caspa, neurotónico, anti-reumatismal, anti-celulítico, anti-viral e nutriente. Neutraliza os radicais livres de oxigénio sob a pele, retém a humidade e escurece os cabelos.

Usos: Empregue em massagem ayurvédica para tratamento de indivíduos de constituição Vata, uma vez que estimula o dosha Pitta. Auxilia em casos de dermatite, eczema e psoríase. Atenua a rigidez muscular e contribui para o alívio do stress. Por ser um extraordinário tónico cerebral e também benéfico em casos de caspa, secura do couro-cabeludo e queda de cabelo, é usado para massajar a cabeça. As sementes negras são preferíveis para uso capilar. Também utilizado em gastronomia, sobretudo durante o Inverno, actua como anti-inflamatório, aumenta a fertilidade, trata gota, artrite reumatóide, problemas ósseos e articulares. É igualmente usado no fabrico de sabão, cremes e champôs hidratantes, bálsamos labiais e margarinas.  
  
Cuidados: Dada a sua consistência, torna-se difícil de lavar a roupa que tenha estado em contacto com ele.

Curiosidades: A expressão “abre-te sésamo” parte do facto de as suas cápsulas maduras e deiscentes se abrirem mal as tocamos. O sésamo é citado por Homero na Íliada e estima-se que o seu cultivo seja anterior ao século XIII a.C., na Índia e Mesopotâmia.  

Sem comentários:

Enviar um comentário