Óleos Essencias

Os óleos essenciais não são meras essências aromáticas, são parte da constituição química de certas plantas e compõem-se basicamente de álcoois e ésteres, pelo que a sua consistência é ligeiramente cremosa, não-gordurosa, muito volátil e não deixa rasto depois de secar sobre uma superfície. Quase todas as plantas podem fornecer essência, desde que apresentem algum tipo de aroma, mas nem todas possuem óleo essencial na sua composição. Este é obtido por destilação, geralmente de material seco, e pelo seu carácter concentrado pode e deve ser diluído num óleo carreador vegetal, em água ou etanol. Na água eles não se dissolvem, permanecendo inalteráveis à superfície ou misturados nela. Caso ao deitar uma gota de óleo na água, ela adquira uma aparência turva e esbranquiçada, repleta de partículas brancas mais densas, será sinal de que foram usados solventes para extracção ou que se trata de uma essência, logo não é puro e não deve ser usado para fins terapêuticos. 
Como qualquer outro produto, os óleos essenciais são susceptíveis de causar reacções alérgicas. Muito embora estas situações sejam raras, antes de usar um óleo com o qual nunca tenha tido contacto, deve experimentá-lo diluído numa pequena zona do interior do braço. 
Os óleos essenciais têm por norma propriedades semelhantes às da planta de onde provêm. Conhecer a planta é tão importante como conhecer o seu óleo essencial.  



Ao adquirirem um óleo, seja onde for, certifiquem-se sempre de que é vendido num frasco escuro, que o preserve da luz, e que conste do seu rótulo a designação de "puro", a par do nome científico da planta que o originou, isto porque em alguns casos existe diferença terapêutica consoante as espécies botânicas. Certifique-se de que usa a espécie correcta. 
Os óleos essenciais não têm propriamente uma validade, isto porque eles próprios são conservantes naturais, mas podem evaporar ou deteriorar-se quando mal rolhados e expostos ao calor. Guarde os seus óleo em locais escuros e frescos. 

Diluições: 1% = 22 gotas de OE por 100 ml. de OC (amêndoas-doces ou outro) = 1 gota por c/sp de OC. Cada gota equivale a cerca de 0,045 ml. Cada ml. contém cerca de 22/23 gotas.

Massagem p/peles sensíveis - 2 ou 3% (cerca de 4 gotas por c/sp de OC)

Massagem aromaterapêutica - 4% (cerca de 7 gotas por c/sp de OC)

Aplicações tópicas ou localizadas - 5% ou mais (cerca de 10 gotas por c/sp de OC). Alguns óleos podem ser usados puros, como o de alfazema (lavanda) e o de camomila, seja qual for a espécie botânica.

Diferentes óleos requerem percentagens de diluição diferentes. Em caso de dúvida, consulte um aromaterapeuta.

Sem comentários:

Enviar um comentário